Início > Trabalhos > Leitura

Sabedoria dos Mestres

É característico do homem lutar pela riqueza, conservar o físico, conquistar fama e glória. Mas os Sábios aplicam seu coração à sabedoria, a fim de que, sabendo possam compreender o propósito de sua vida e conduzir o seu destino antes que advenham as trevas.

Entendemos a Maçonaria como eclética e em constante evolução, ajustada à época que vivemos. Deve expressar-se ao mundo profano por uma constante participação de seus Mestres. O preparo dos Mestres, deve ser o objetivo essencial da Ordem. Isto vinha sendo feito desde as escolas de Mistério do antigo Egito, conforme literatura abundante a respeito deste assunto.

Outrossim, preconizamos sem que isso represente vinculação religiosa, que o Mestre é um homem eleito e privilegiado. Pelo estudo, pela harmonização com os sábios princípios e ensinamentos da Ordem, e mui especialmente, pela prática constante e sincera dos trabalhos em Loja, pode alcançar um estado que poderemos chamar de Iluminação.

Observamos que tem ocorrido a publicação desordenada de conhecimentos considerados privativos, não sabemos se dentro da ética Maçônica ou não. Outrossim, pseudo-professores e místicos, intitulando-se Maçons, publicam verdadeiros absurdos ditos metafísicos etc. Uma posição de silêncio ante tais fatos é a mais conveniente ou deveria a Ordem manter uma publicação para o mundo profano dando versão talvez limitada, porém correta e de maneira velada, os princípios e objetivos da verdadeira Maçonaria?

Segundo os boletins, tem havido um crescimento sadio do quadro geral de obreiros. Mas segundo certos princípios ligados a planos superiores, seria tempo conveniente para que um maior número de homens livres, limpos e puros tivessem acesso aos sublimes ensinamentos contrabalançando, de certa forma, a onda de materialismo que invade a sociedade. Seria aconselhável prudência, na ampliação dos quadros aguardando novas oportunidades?

Acreditamos que para ser alcançada uma condição ideal de trabalho em Loja, vencida a parte administrativa, importante é a postura e o estado receptivo dos Irmãos. Se sabemos que estamos fechados para o mundo profano durante os trabalhos, depreende-se que o ideal seria estabelecer-se uma ligação com um plano superior. Porém ao mesmo tempo, se não zelarmos pela postura conveniente, é provável que pela abertura criada, penetrem forças inconvenientes perturbando os trabalhos e transformando aqueles momentos reserva dos ao nosso aperfeiçoamento em uma reunião cansativa e de pouco aproveitamento.

Naturalmente que a maneira mais prática para obtermos a energia acumulada durante os trabalhos da Loja, é a realização em todas as sessões da sistemática "CADEIA DE UNIÃO". Esta é a transcendental cerimônia esotérica da Maçonaria, é ali que se equilibram as forças dos componentes da Loja que se desfazem das mazelas da vida quotidiana, levando para seus lares a Paz de espírito e a harmonia tão desejada.

A CADEIA DE UNIÃO levada a sério, e realizada dentro de um ritual apropriado, entraremos na Egrégora da Ordem, que está ao nosso dispor; basta bater-lhe à porta e esta se vos abrirá.

Por Ítalo Tambellini, 33º (Post-Mortem)